Como começar a empreender? – Parte 2

Abrindo a Empresa


Agora que tu já validou a tua ideia com pessoas de confiança, chegou a hora de encarar um dos maiores desafios do empreendedor brasileiro, abrir efetivamente a empresa.

 

Empreendedor Autônomo? MEI? Ltda? Eireli? S/A? Qual o melhor?

 

O empreendedor Autônomo não pode emitir nota fiscal, mas pode emitir um documento equivalente, chamado de RPA (Recibo de Pagamento Autônomo) é através dele que irá apurar o valor de seus impostos. Para uma empresa MEI o valor dos impostos é fixo todos os meses. Já nas demais opções haverá diferença de acordo com o enquadramento tributário.

 

As opções são variadas e o ideal é sempre procurar um profissional para te auxiliar a identificar qual o melhor modelo para o teu negócio.

 

Caso a recomendação seja por um MEI (Micro Empreendedor Individual) tu poderás emitir notas fiscais e inclusive contratar funcionários. Terá vantagens com impostos, mas limitações para participar como sócio de outras empresas e, inclusive, no objeto social que será desenvolvido.

 

O MEI é ideal para quem está começando, pois permite que emitindo notas fiscais tu possas prestar serviços à outras empresas e, para uma empresa recém gestada, o limitador de faturamento não costuma ser um problema. Ainda, o valor de impostos fixos todos os meses simplifica a gestão da empresa.

 

Já se a recomendação for por uma sociedade limitada no simples nacional, tu terás a vantagem de ter os impostos unificados, ou seja, sem a necessidade de pagar separadamente PIS, Cofins, etc, pois a empresa enquadrada no Simples Nacional recebe uma guia única englobando todos os seus impostos. Não se esqueça que neste caso há limitador para participar de determinadas atividades.

 

Com todas as variedades de opções o empreendedor deve ser criativo e estar sempre atento às principais mudanças do mercado no qual está inserido, por isso, ainda que represente um custo, sempre recomendamos que procure e delegue a um contador de sua confiança a responsabilidade pela parte fiscal da sua empresa. Tentar acumular funções, ainda que possa parecer uma economia, provavelmente te deixará sobrecarregado e sem tempo para ser criativo no seu negócio.

 

O principal conselho que damos aos empresários que procuram nosso escritório é para que se mantenha focado no objeto social da empresa, deixando a parte jurídica, fiscal, administrativa, etc para outros profissionais. Quanto menos o empresário precisar se envolver nisso, maiores serão as chances de efetivamente realizar o plano de negócios.

 

Se tu já ouviu alguém falando que no Brasil é impossível um empresário pagar todos os impostos, não acredite. Isto é apenas uma desculpa de quem não consegue ter um desempenho adequado.

Organize-se, contrate profissionais qualificados e durma tranquilo, sabendo que seu negócio é realmente eficiente e sustentável.

CONTATO

Em que podemos te ajudar?

Estamos à disposição!


Onde estamos
Avenida Polônia, nº 530, sala 402 - Bairro São Geraldo - CEP 90.230-110
Porto Alegre
Telefones: 51 3029.0706
Email
contato@miadvogados.com.br
Redes sociais